Saúde Vocal do Orador: o que fazer

Para um orador, é da mais alta importância preservar todas as qualidades da sua voz. 
Por vezes, pode ser difícil defender a nossa voz das agressões diárias mas se seguirmos de forma rigorosa um conjunto de regras, apresentar uma voz sadia não será apenas apanágio dos profissionais da voz.
De facto, qualquer pessoa  pode desenvolver hábitos positivos que ajudam a manter e a aumentar a sua saúde vocal.
Estes hábitos são especialmente importantes durante as apresentações, discussões ou comunicações em público.



Image result for warm up voice

O que fazer:
  • Aquecimento Vocal
Os exercícios de aquecimento da voz são necessários e indispensáveis para um orador. Não apenas preparam as cordas vocais para o esforço que lhes será pedido, como minimizam a probabilidade de lesões no aparelho vocálico. 
Além disso, possuem uma vantagem extra: são um modo natural e espontâneo de libertar fisicamente alguma tensão, ansiedade ou nervosismo que possam existir.
Uma rotina completa de aquecimento vocal tem uma duração média de 20 minutos e inclui exercícios corporais, vocais e de respiração.
  • Respiração Adequada
Sem uma respiração harmoniosa e controlada, o orador arrisca uma oratória débil. Respirar bem permite-lhe articular bem os sons, fazer as pausas de respiração na altura adequada e a transmitir uma impressão de confiança e segurança ao auditório. Respirar com pouca amplitude (baixo volume pulmonar) obriga a respirar mais vezes além de que limitará o uso da voz. 
Aprender a respirar é, assim, aprender a falar melhor.
  • Boa postura corporal
Um orador competente não irá discursar dobrado sobre si mesmo (a posição vulgarmente conhecida como "marreco"). Manter um postura direita não apenas melhora a respiração como também contribui para a propagação do som. Enquanto comunicadores queremos ser ouvidos. Por isso, há que levantar bem o queixo e discursar na direcção do nosso auditório. O corpo vai estar direito e o peito estará aberto procurando-se que as inspirações e expirações sejam amplas e profundas.


Image result for public speaking posture
  • Hidratar a voz
Hidratar a voz significa que devemos beber água regularmente e especialmente nas alturas de maior esforço vocal. Por outro lado, a hidratação vocal está, também, relacionada com a não ingestão de bebidas com cafeína - café, chá, refrigerantes-  ou alcoólicas uma vez que estes produtos aceleram a desidratação em vez de a promover. 2 litros de água é a medida padrão pela qual um orador se deve reger com vista a uma contínua hidratação ao longo do dia.

  • Oferecer períodos de descanso vocal
Pela natureza da sua profissão - por exemplo, cantores, actores ou jornalistas - algumas pessoas colocam uma elevada intensidade  e stress no uso da sua voz. O orador não é excepção. Muitos profissionais da comunicação solicitam um esforço permanente, reiterado e ininterrupto à sua voz. O efeito? Prejudicam a saúde vocal.
É primordial que à perante períodos de intenso uso da voz, se sigam períodos de uso esporádico da voz. É necessário descansar a voz.
Sempre que dou uma acção de formação intensiva (8h diárias), eu faço descansar a voz, pelo menos 2 horas. Ou seja, procuro não falar muito e aproveito para fazer outras actividades que não a envolvam: ler, ouvir música, fazer tarefas domésticas, etc.

Podemos fazer descansar a voz de duas maneiras principais :
  • criando um período de repouso após a comunicação
  • ou fazer micro-pausas durante o discurso. Imaginem: 2 segundos em cada pausa, não apenas torna mais fácil de seguir o vosso discurso para o auditório, como também, no fim da comunicação (por exemplo 2 horas), representará um par de minutos de descanso.
Image result for public speaking microphone
  • Usar microfone
Uma voz projectada e volumosa dispensa o uso do microfone. Contudo, o microfone não é de modo nenhum dispensável para aquelas pessoas que tendem a registar surtos de afonia. Para quem sofre regularmente de problemas de voz, é mesmo recomendado que usem o microfone. Mesmo quem possui uma voz saudável não deve descurar a importância do microfone (e afins).
Afinal, ele evita que se fale demasiado alto e com isso o orador vai prevenir futuras disfonias.

Usem microfone, implementem períodos de repouso, hidratem a voz, tenham uma postura corporal erecta, respirem com profundidade e não prescindam do aquecimento vocal.



Boas apresentações- comunicar mais, persuadir melhor!



Mensagens populares deste blogue

Quantas palavras por minuto profere nos seus discursos?

"Obrigado pela Vossa atenção"- Como Concluir o discurso sem ter que o dizer

Grandes Discursos: We Shall Fight on the Beaches de Winston Churchill