A oratória nos Vlogging- resolução de um mistério

Image result for vloggingNunca houve tantos oradores como nas sociedades mediatizadas em que vivemos. Muitos desses oradores são-no enquanto Vloggers (Video-Bloggers) ou, ainda, Influenciadores Sociais.
A profusão de canais do You Tube e outras plataformas de streaming  mostram-nos muitos exemplos de oradores -alguns muito positivos e alguns muito negativos.



Mas o que significam os Video-Bloggers e os Influenciadores Digitais do ponto de vista da oratória?

Aparentemente, a oratória nesses videos com milhões de seguidores é muito boa.
Raramente se notam hesitações, bengalas linguísticas (ahhh, hummm, portanto, efectivamente...) e enganos. O orador nunca olha para o lado (ou para o chão), sabe sempre o que dizer e parece dizê-lo espontaneamente como se o fizesse pela primeira vez. Por outro lado, nota-se que os Vloggers mantêm, ao longo de minutos, a mesma cadência rítmica, energia vocal e entoações.
A primeira impressão é que estamos perante portentos oratórios, excelentes oradores que dominam (quase) todas as técnicas de retórica.



Image result for vlogging


Mas será mesmo assim?
Olhemos melhor...

Infelizmente, nalguns casos, a óptima impressão que deixam é apenas isso: uma impressão. Uma impressão que tende a desvanecer-se assim que retiramos os dispositivos tecnológicos a esses oradores.
Dou um exemplo de um influenciador social que é muito bom em frente à câmara e menos bom fora da câmara. Nos seus videos, ele parece confiante e convicto, com excelente presença vocal e oratória. Mas quando o ouvimos a ser entrevistado, por exemplo, esse brilhantismo desaparece.

Fica o mistério...
E o mistério adensa-se: à partida, esperaríamos o mesmo nível de desempenho oratório, independentemente do local onde o orador profere o seu discurso. Se ele é bom nos videos, cremos que é igualmente bom fora dos videos, em entrevistas, conversas ou mesmo discursos informais.

E adensa-se mais ainda porque, aceitando que os desempenhos oratórios possam ser incoerentes e díspares, pensaríamos que o melhor desempenho seria aquele presencial, na entrevista e em conversas informais. Afinal, as câmaras podem ser assustadoras, não?

Caro leitor, peço que se inspire em Sherlock e nos ajude a resolver este mistério. A que se deve esta tão grande diferença entre os videos e a prestação retórica fora dos videos de Vlogging?


Reflicta por uns momentos neste assunto.
O que acha?
Quer uma ajuda?

Image result for sherlock videos


A resolução do mistério do Vlogging reside num dispositivos muito simples que quase passa despercebido: sabe qual é?

É isso mesmo! A Edição de Video.

Se um marciano chegasse ao planeta Terra e visionasse todos os videos dos Influenciadores Sociais, concluiria que aqui, no planeta azul, toda a gente é um excelente orador.
Contudo essa impressão de excelência  depende, na realidade, da forte edição de que os videos são objecto. Não estou com isto a dizer que não existem excelentes oradores que são Influenciadores Sociais. Há felizmente muitos e bons exemplos.
Refiro-me apenas aqueles casos de enorme diferença entre a oratória no video e fora dele.

Os modernos editores de video funcionam como uma espécie de maquilhagem que disfarça as imperfeições naturais do orador

Não quer dizer que não as tenha. Mas no video não se notam!

Isto porque retiram-se todos os espaços em branco, todos os ahhhh foram apagados, todos os enganos foram elididos, bem como todos os elementos que atrapalham o sucesso oratório.

Graças à edição de imagem, temos hoje videos e oradores muito atractivos e apelativos. E isso é bom.

Mas também é bom não esquecer que a edição de imagem não perdura no tempo. 
O que perdura no tempo é a qualidade e competência intrínsecas do orador.
Editar os videos é um paliativo. Funciona e ainda bem. Mas para resolver os problemas de comunicação que afectam os oradores, aí precisamos de estudar Retórica e Comunicação.


Retoricamente, bons videos!


PS- Mesmo que seja um experiente e idolatrado Vlogger, com centenas de milhares de seguidores, pelo sim pelo não, dê uma vista de olhos a este booklet. Não custa nada (literalmente).

Toda a gente vai reparar em si- 8 dicas para comunicar melhor

Faça aqui o seu Download, totalmente gratuito


A propósito, já conhece o Curso Completo de Retórica?

Aprenda a comunicar… e destaque-se!
Se não sabe como organizar a sua apresentação; se desconhece como fazer o auditório reagir emotivamente; se pretende conhecer os argumentos … este é o curso para si!


Saiba mais em: http://bit.ly/cursoretorica



Mensagens populares deste blogue

Quantas palavras por minuto profere nos seus discursos?

"Obrigado pela Vossa atenção"- Como Concluir o discurso sem ter que o dizer

Grandes Discursos: We Shall Fight on the Beaches de Winston Churchill