Mensagens

Perguntas e Respostas- O que fazer

Imagem
Em muitas sessões de apresentações ou mesmo palestras, existe um espaço reservado para a intervenção do auditório. O orador nunca sabe o que esperar: por um lado, existem auditórios mais introspectivos que ocupam esses minutos para reflectir acerca do foi dito; por outro lado, existem auditórios muito participativos e espontâneos que apresentam, de imediato, várias perguntas.

Exercício- Trava Línguas

Imagem
Oradores, hoje apresentamos um pequeno exercício que vai melhorar a vossa dicção e aumentar a clareza da vossa oralidade.

Leiam as seguintes linhas de acordo com a seguintes fases:

1) Leia ao ritmo habitual
2) Leia devagar exagerando o movimento articular da boca e língua
3) Leia o mais depressa que puder
4) Leia depressa mas com máxima clareza de dicção.











Retoricamente, Bons Discursos!

Como não "despejar" factos

Imagem
Uma das tendências mais perigosas para os oradores é cair na tentação de transformar as suas comunicaçõe
s em apresentações de factos.

Em vez de se concentrarem no auditório, concentram-se em todos os conteúdos, pormenores, acontecimentos e autores de que se lembram e despejam-nos ao longo do seu discurso.

O resultado são auditórios "adormecidos" e anestesiados pela quantidade massiva de informação. Tornam-se indolentes e apáticos enquanto se perdem pela torrente de factos que o orador "despeja" num curto espaço de tempo.





Por vezes, os auditórios sentem-se assoberbados, sentindo-se asfixiados no meio de um discurso que saltita de conteúdo em conteúdo sem lhes dar oportunidade de parar para reflectir nesses dados.



Como não "despejar" factos  Eis 6 passos para começar a evitar o dilúvio de informação nas suas comunicações em público:
1) Organize o seu discurso por tópicos (não por parágrafos).
2) Sub-divida cada tópico em ideias-chave. Seja selectivo naquilo …

Livro: "50 Grandes Discursos da História"

Imagem
Um orador profissional passa a maior parte do tempo a discursar. Conhece muitos auditórios e passa o dia a partilhar com os outras novas maneiras de pensar, fazer ou compreender. Mas um orador competente também não descura a leitura de obras que o ajudem a melhorar.
Apresento-vos o livro 50 Grandes Discursos da História de Manuel Robalo e Miguel Mata das Edições Sílabo. Apesar da edição não ser novo, trata-se de uma boa sugestão de leitura para aqueles que querem conhecer os discursos mais significativos da História mas também para aqueles oradores que querem revisitar técnicas de oratória e de escrita de Discursos. 
Cada discurso é um momento único para trabalhar retoricamente: analisar os movimentos do discurso, as suas ideias principais, as formas argumentativas, os padrões retóricos e discursivos que se repetem.


Retoricamente, boas leituras!











Ano Novo, curso Novo!

Imagem
Costuma dizer-se, Ano Novo, Vida Nova.
E geralmente isso significa perder uns quilos, deixar de fumar ou começar a poupar.

Mas…

 E se parte dessa vida nova incluir o aperfeiçoamento das suas competências de comunicação?

Talvez no novo emprego isso seja imprescindível.
Talvez tenha agendada uma reunião com clientes importantes e quer estar no seu melhor. Quem sabe se a linguagem corporal positiva não pode fechar o negócio?
Talvez até seja o (ou a) líder de uma grande empresa e necessita de trabalhar os seus discursos, bem como as suas idas à televisão.

Que tal, Ano Novo, Curso Novo?
Comunicar a Liderança:


Consulte este site e veja se existe alguma área da comunicação em público que queira desenvolver.



Retoricamente, bons Discursos!

Neste Natal ofereça um presente a si próprio!

Imagem
Nesta época festiva em que presenteamos os outros, também nos podemos presentear a nós próprios.

Por isso, sugiro que leia um livro de comunicação em público (pode visitar a secção livros deste blog) e aprenda a desenvolver as suas competências de comunicação e de persuasão.

Ainda por cima "Introdução à Retórica no Séc. XXI" é gratuito! E sendo um ebook pode lê-lo em qualquer altura e em qualquer lugar como por exemplo enquanto espera pelo autocarro.

Se preferir aprender de um modo mais prático pode também contactar um retor ou um especialista em comunicação.



E Boas Festas (com Retórica e Comunicação)!

A Retórica é uma Técnica

Imagem
"Em primeiro lugar, a Retórica é uma técnica no sentido de um conjunto de preceitos que se podem pôr em prática com o fim de convencer o auditório. 
Possui um ordenamento sistemático de conhecimentos, princípios e classificações que permitem olhá-la como um domínio de perícia de acordo com a qual o orador pode orientar-se no difícil e sinuoso terreno da comunicação persuasiva. 
Ela pode ser estudada! Ela pode ser aprendida! Ela pode ser ensinada!


A Retórica é uma técnica discursiva que consiste numa competência característica que consiste no emprego da oratória e da eloquência.
Dizer que a Retórica consiste numa técnica é afirmar que possui um conjunto de regras, ou método, sobre as quais se explana o método de determinar, em cada, caso, os melhores elementos de persuasão.  De entre os seus principais rudimentos encontramos a distinção entre o logos, ethos e pathos."

Este post baseia-se num excerto do livro "Introdução à Retórica no séc. XXI" (p.36).

Para saber mais sobre …